lunes, 18 de mayo de 2009

OFF:Aung San Suu Kyi

no puedes defender una libertad sin defenderlas todas
Aung San Suu Kyi

Aung San Suu Kyi, activista de defensa de los derechos humanos en su natal birmánia, lleva una batalla de resistencia pacífica de más de 20 años contra los abusos de la dictadura.
Este jueves, fuerzas del gobierno que hace 10 años la mantienen en prisión domiciliar, la trasladaron a un presidio, por haber recibido una visita sospechosa.

En 1991 fue premiada con el premio nobel de la paz.

Este no es un post sobre política. Sin importar la orientación de cada uno, las personas que realizan resistencia pacífica contra abusos del poder merecen el mayor de los respetos, y la mayor de las atenciones. Espero con esto llamar su atención sobre el tema y hacer eco a la triste noticia.

EM PORTUGUES
Aung San Suu Kyi, ativista dos direitos humanos na sua natal Birmânia, leva uma luta de mais de 20 anos contra os abusos da ditadura por meios de resistência pacífica. Nesta quinta-feira, forças do governo a trasladaram da sua residência, onde faz mais de 10 anos cumpre prisão domiciliar, para um presídio fechado, por ter recibido uma visita suspeita.

Em 1991, ela recebeu o premio Nobel da paz.

Este não é um post sobre política. Sem importar a postura política de cada um, as pessoas que realizam resistência pacífica contra os abusos de poder, merecem o maior dos respeitos, e a maior das atenções. Com isto espero chamar a sua atenção para o tema e fazer eco da triste notícia.

5 comentarios:

  1. Esse fato é novidade pra mim. Eu admiro muito esse tipo de ação, quando mais realizado em uma parte da Ásia que sempre é dominada por ditadores. Basta lembrar, por exemplo, do Pol Pot,,,

    ResponderEliminar
  2. TAmbém nao fiquei surpreso com o translado.
    Ditadores e ditaduras são paranoicas por natureza.
    Espero só que a mantenham viva.

    ResponderEliminar
  3. uma resistência pacífica, que por ser pacífica ninguém dá o devido alarde...Por isso que a Birmânia e seus louco ditadores fazem o que quer...Também espero que ela não se torne um martir, e o pior que tudo isso que ela fez tenha sido em vão.

    ResponderEliminar
  4. Se me hace alucinante lo de esta mujer, bueno más bien lo de su gobierno de tenerla por años retenida en su domicilio y ahora por recibir una visita la metan en la cárcel, es indignante que estas cosas pasen. Saludos

    ResponderEliminar
  5. Não conheço a história de Aung San Suu Kyi.

    Em 1991, ela recebeu o premio Nobel da paz? Então, a causa dela deveria estar bem mais divulgada. 18 anos após o Nobel nesta situação? Em que mundo vivemos...

    ResponderEliminar

sinta-sé a vontade de comentar em portugués
comentarios y ideas en español son bienvenidas